voltar
D'o Blogue
29 Nov
Departamento de Comunicação
Partilhar
Breve história do arroz
O cultivo do arroz é tão antigo quanto a própria civilização. Até hoje, não há datas e locais precisos para apontar a origem do arroz. É, no entanto, convicção geral, que remonta há mais de 7000 anos atrás e que terá tido origem no continente asiático.

São várias as correntes que defendem que teve origem no sul da Índia e que depois se espalhou para o norte do país. Da Índia, a planta espalhou-se pela China, Coreia, Filipinas, Japão e Indonésia. Os Persas ficaram conhecidos por terem sido fortes importadores deste grão. Mais tarde, os árabes levaram-nos para o Egipto, Marrocos e Espanha e, de lá, chegou a todos os cantos da Europa. Os portugueses e holandeses levaram o arroz para as suas colónias em África e de lá viagem para a América, sendo o arroz considerado um presente do Velho Mundo para o Novo Mundo.

Símbolo da fecundidade no Oriente, o arroz acompanha a saga dos recém-casados há séculos, em que é tradicionalmente atirado sobre os noivos no final das cerimónias religiosas como sinal de boa sorte.

A produção de arroz em Portugal começou a ser documentada nos primeiros anos do século XVIII. Embora se cultivasse muito antes nas regiões do Sul e como herança dos Muçulmanos, só a partir desta data houve registos da presença do cereal nas zonas limítrofes do estuário do Tejo.

Em Portugal, atualmente, a produção de arroz é feita apenas em 5 rios (Mira, Sado, Sorraia, Tejo e Mondego); a cultura mais a norte é impedida pelo frio. A produção de arroz ronda as 1 250 mil toneladas/ano.

Portugal é o maior consumidor de arroz da Europa com valores superiores a 15 kg/capita/ano.
Partilhar